Arquivos TDK – pt I

Olá amigos! Sim, continuo vivo! O blog ficou parado por tempo demasiadamente longo, acho que todos concordam. Infelizmente meu tempo para dedicar ao blog foi reduzido ao ponto de que tinha que escolher entre isso e outras coisas mais importantes. O blog Namekusei então foi deixado de lado em minha vida.

Eu ainda tenho restrições de tempo, mas tive uma ideia que acredito que irá deliciá-los enquanto eu continuar nesta situação que me encontro. Talvez até gostem mais dos textos que publicarei de hoje em diante do que dos meus próprios haha, mas é completamente compreensível.

Direto ao ponto: eu não posso lhes fornecer mais posts sobre DB, mas posso relembrá-los como era ler os posts de uma das pessoas que mais contribuíram para que o espírito de Dragon Ball continuasse vivo em nossos corações. Trago a vocês, de hoje em diante, posts do Torre de Karin, do nosso amigo e mestre Leandro A. Ferreira, conhecido na época por Son Elric. Quando o TDK acabou pela primeira vez e depois voltou ao ar, eu salvei diversos dos posts, com receio de algo assim pudesse acontecer novamente e perdemos artigos tão lindos e bem elaborados. Aconteceu de novo, mas felizmente desta vez eu já tinha conseguido salvar parte dos trabalhos. A única questão é que são puro texto. Sem imagens. Não posso investir meu tempo procurando ilustrar os textos, caso contrário não conseguirei manter esses “Arquivos TDK” por muito tempo haha.

Espero que possa voltar a escrever em breve, continuar os posts sobre os Daizenshuus, treinamentos, batalhas, teorias.. Enquanto isso.. Fiquem com os Arquivos TDK!

Todos os motivos por Dragonball ser o que é…

Postado no Julho 26, 2008 de Leandro A. Ferreira

Muita gente me pergunta o que me faz gostar tanto de Dragonball? Difícil responder para quem não conhece a série, ou mesmo para quem conhece pouco sobre ela, sendo assim, vou tentar listar aqui os pontos que julgo serem genias e que faz dela a melhor de todas.

Para começar somos apresentados ao estranho garoto Son Goku. Ele que vivia sozinho nas montanhas com uma força sobrehumana já seria motivo suficiente para toda a trama da série, porém, junto à ele conhecemos logo as Esferas do Dragão, objetos que podiam realizar qualquer desejo. A partir daí acompanhamos a vida de Son Goku e tudo que aconteceu com ele, desde seu nascimento até sua “morte”. Esse seria o primeiro motivo, uma série que mostra TODA a vida de seu protagonista, tudo que o levou a ser como o conhecemos. Além disso, quando finalmente acostumamos com sua força e sua personalidade e perdemos a vontade de saber sobre sua origem, ficamos sabendo que ele na verdade era de uma raça alienígena encarregada de destruir a Terra. Viradas surpreedentes. Outro fator que caminho junto: PASSAGEM DE TEMPO!

A vida é feita de momentos! Isso é algo que todos precisam ter em mente.Nenhuma situação dura para sempre e Dragonball é uma das poucas séries que mostram isso claramente. Olhe à sua volta, você não vive até hoje com as mesmas pessoas com quem nasceu, principalmente alguns amigos. Poucas pessoas tem a sorte de conseguir manter a maioria dos seus entes queridos perto de si. Goku cresceu com Kuririn, Yamcha e Bulma, mas com o passar do tempo, alguns desses amigos foram ficando mais distantes e por outro lado novos vieram! Assim é a vida de verdade! Uns vão e depois outros chegam! Que entediante seria a série como tantas outras se ficasse para sempre com os mesmos personagens em destaque. A vida passa, as pessoas mudam, seus interesses e nós mudamos juntos.

Amores não correspondidos e famílias que surgem quando não se espera.Yamcha precisou esquecer o que sentia por Bulma quando ela apareceu com o filho de Vegeta, exatamente como disse antes, o tempo passa e o interesse das pessoas muda. Isso, obviamente também vale para Vegeta! O Príncipe dos Saiyajins levou MUITO tempo e precisou de muitas situações dramáticas para entender o que é ter uma família e amigos. Quem mais além de Goku e Bulma poderiam mostrar isso à ele? Quem mais além de terráqueos poderiam fazer um puro e cruel Saiyajin perceber o quanto ele também podia se apegar às pessoas e confiar nos outros?

A amizade em Dragonball sempre foi retratada de uma forma verdadeira. Ninguém vive 24 horas como uma “boy band” andando para lá e para cá com seus amigos. As pessoas às vezes ficam muito tempo sem se ver, e nem por isso o sentimentos delas diminui em relação umas às outras. Esse ciclo de companheirismo na série é um dos motivos mais brilhantes e fascinantes em sua história. A bela forma como Goku sempre conseguiu conquistar alguns corações difíceis de se dor aos outros, como Piccolo e Vegeta. Outro fator importante, a lição de que devemos fazer o que sentimos ser o certo sem esperar NADA em troca, apenas com a consicência de termos feito o melhor possível.

O universo gigantesco da série. As transformações dos personagens, seus níveis de poder e todo tipo de discussão que essa riqueza de detalhes pode gerar. Cada passo importante em seus treinos e todo o caminho que eles percorreram para se tornar os guerreiros poderosos que todos conhecem. É fácil vê-los voando e destruindo planetas, difícil é entender todo o longo treino e os acontecimentos que os possiblitaram realizar tais façanhas. Outro ponto muito válido é que Toriyama nunca se contradiz na narrativa. Desde o princípio temos claro que Goku é o personagem mais poderoso e assim sempre foi! Por mais que em alguns momentos outros o superassem, Kakarotto sempre foi o mais forte. Portanto, quando humanos ficam para trás por seu poder mais baixo, ou mesmo os outros Saiyajins no fim da série, tudo isso é coerente com a idéia principal.

Todos os combates de tirar o fôlego, seja no começo da série em suas lutas mais reais e simples, ou com o passar do tempo com os ataques de KI, transformações e tudo mais. Cada luta nesse universo teve um propóstio, um porquê, uma motivação maior e nos ensinou que muitas vezes é em momentos de desespero que se conhece a verdadeira face de alguém, principalmente quando esse alguém estava alí para defender as pessoas que gostava. Técnicas nunca vistas em outras séries, táticas de combate incríveis, Dragonball é um verdadeiro paraíso para quem sabe apreciar o valor de um combate.

Todos os fillers que gostem ou não, enriqueceram SIM o universo da série com novos personagens, novas raças, novas discussões e ampliou ainda mais as possibilidades de técnicas, combates, situações e amizades ao longo dessa história. Muitas vezes dando um fim digno de verdade para grandes personagens que acompanhamos desde o seu surgimento, e se não fossem por esses fillers, não veríamos um final merecido para cada um deles.

Todos os momentos cômicos da série que sabiam como retirar a pressão dos ombros de quem assistia em situações tensas. Mr Satan, Goku, Mestre Kame, Yamcha, Kaio-Sama, Dai-Kaioshin e todos os outros que foram protagonistas de momentos que nos faziam rir de uma forma boa e natural. O sorriso que rejuvenesce, que lava a alma, que realmente lhe faz esquecer de seus problemas. A vida não é feita apenas de combate, todos temos nossos momentos de paz e descontração, outro fator que Dragonball representa brilhantemente.

Os adversários que realmente sabiam ser perigosos. Inimigos que não eram simplesmente criados “do nada”, todos carregavam uma imensa bagagem de relações, seja com o protagonista da série ou com os demais personagens envolvidos. Mesmo quando achávamos que um oponente era apenas o mal em pessoa e não havia motivos para ser daquela forma, logo ficávamos perplexos ao descobrir seu passado e o que o levou a ser daquela forma.

A maioria das séries, principalmente animes, colocam os personagens como órfãos pois assim é mais fácil de lidar com seus problemas e criar supostos motivos para suas ações. Dragonball provou o contrário, como uma história se torna mais rica quando as pessoas se apaixonam, casam, tem filhos, vivem juntas. Escrever sobre isso é realmente muito difícil, mas não nesse universo que conhecemos tão bem. A relação de Goku com seu avô, com sua esposa, com seus filhos, com sua neta e com Oob! O carinho de Gohan por Piccolo, por Kuririn, por sua esposa e sua filha. A vontade de Kuririn de se casar até conhecer a Andróide #18 e ter sua filha Maron. Tudo isso prova mais uma vez que Dragonball sabe lidar com a vida de verdade e a forma como ela caminha. E que ninguém, nem mesmo Goku, vive lutando 24 horas por dia como outras séries gostam de mostrar, todos têm seus momentos de paz.

Enfim, esses são alguns dos principais motivos que fazem Dragonball ser o que é… e sabemos que existem muitos outros e cada pessoa que acompanha todos os passos de Goku tem os seus preferidos. Só posso terminar dizendo que Dragonball pode ser a série com mais fantasia que existe, com seus vôos, rajadas de energia e planetas explodindo, mas ao mesmo tempo, é a série mais real por todas as relações que presenciamos na tela e vemos acontecer iguais à nossa volta.

Anúncios

6 Respostas para “Arquivos TDK – pt I

  1. Fico feliz por vc não deixar o Blog morrer…. Seu Blog é de longe o melhor a respeito de Dragon Ball na atualidade. Apesar de não ser atualizado periodicamente, por razões pessoais, você mantem arquivos riquísimos de Guias oficiais, Curiosidades, Papéis de parede… até matérias raras como a relacionada ao “Dragon Fall”. Continue se esforçando para manter esse Blog sempre on-line, amigo.. A sua iniciativa de reviver o material da TDK com todos os seus devidos créditos é na verdade uma grande homenagem ao Leandro A. F. Desejo força e sorte pra você…
    Um abraço…

  2. Cara nostalgia pura esse post, nunca entendi o pq do 2° fim do TDK. Lembro que quando mandei um e-mail pra ajudar um post sobre os Gashapon da serie Real Works, o próprio Son Elric disse que pretendia fazer uma loja virtual, mas nunca ocorreu.

    De qualquer maneira Son W ficamos no aguardo do seu retorno.

  3. Eu vejo muita gente falando que Dragon Ball é a seria mais sem noção, por ter seres que explodem planetas e pa… mas como diz no texto, eu sempre pensei que Dragon Ball fosse a serie mais realista, tipo: No mundo real, nos não sabemos sobre a existencia de alienigenas. Beleza. Em Dragon Ball, praticamente todo ser Mega Fucking Poderoso, são seres de outros planetas e que o poder elevado é comum pra raça deles. Agora quem garante que caso exista alienigena no mundo real, não sejam assim tão poderosos como os de Dragon Ball? Sobre o poder dos terraqueos, é muito raro um terraqueo com um poder sobrehumano, os unicos são pessoas que tiveram treinamentos especiais, treinamentos realmente dificeis. Simples.
    Sobre rajadas de ki, também não vejo como algo impossivel, na verdade é sim possivel. Mas não seria bem uma rajada de “ki”, afinal, não temos isso o que chamamos de “ki”(ou será que temos?).
    O controle de Ki é outra coisa bem rara na serie, poucos humanos sabiam(Muten Roshi, Mutaito..) e conseguiam. Um humano comum jamais iria conseguir ter o controle de ki, mas um humano treinado, já tem o ki mais desenvolvido, e seria mais facil o controle(por isso o Goku conseguiu fazer o Kamehame-ha só olhando o Roshi fazendo).
    Sobre o que eu falei antes de ser possivel fazer rajadas de ki, bom, o que é a Rajada de Ki? É quando um individuo usa seu ki em uma parte do corpo(geralmente nas mãos) pra absorver os atomos que estão ao redor dele e criar uma bomba de energia. Sim, isso é possivel sim, mas como disse.. não temos ki e nem sabemos usá-lo, pra absorver e concentrar os atomos que estão ao nosso redor. Mas e se existisse alguma maquina que fizesse isso sem precisarmos usar o ki? Quem sabe um dia em um futuro com o avanço da ciência. Inclusive essa maquina existe no Dragon Ball também, alguns soldados do Freeza usam.

  4. Parabéns pelo seu retorno. Sei o quanto é difícil se dedicar a um site. Espero que não desista, pois há poucos no Brasil que prezam ainda por alguma qualidade.
    Aproveito e deixo uma sugestão: porque não investir também em uma fanpage (facebook)? Acho mais prático, rápido e objetivo.
    De qualquer forma, sucesso!
    Anderson Kami Sama

  5. Desistir nunca! Só dou um tempinho quando as coisas apertam! 🙂

    Obrigado pela dica. Até fiz uma fanpage do facebook, mas acabei deixando de lado. Vou ver se volto a publicar coisas lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s