Tradução Daizenshuu #1 – pt. III

post_daizenshuu1_pt3

Como bônus especial por comprar o daizenshuu, a Shueisha incluiu um pequeno jornal parecido com um panfleto chamado “Shenlong Tsuushin” (Shenlong Times). Em cada um desses panfletos, temos entrevistas com membros da equipe envolvida com Dragon Ball, Akira Toriyama e fãs do Japão. No centro de cada panfleto normalmente temos uma curta história desenhada por Toriyama contando parte de sua vida ao longo do desenvolvimento da série, ou uma homenagem de outros artistas a Dragon Ball, similar ao que foi feito no kanzenban. Além disso, em cada panfleto temos uma seção ‘DB News‘ que mostra as novidades e próximos lançamentos de produtos relacionados a Dragon Ball. Também tem a seção chamada “love Dragon Ball“, em que pessoas famosas do Japão (ou China), que amam Dragon Ball são entrevistadas. Aqui trazemos a tradução do panfleto incluso no Daizenshuu 1 – Complete Illustrations.

Este post foi traduzido e adaptado da seção de traduções do Daizenshuu do site dos nossos amigos do Kanzentai. Para conferir o artigo original, clique aqui.


Páginas 1-3 & 6 / Mesa redonda com os antigos editores
Participação: Kazuhiko Torishima, Yuu Kondou, Fuyuto Takeda

 

 

Dragon Ball, que durou 10 anos e 6 meses, se tornou uma longa série de mangá que supera até os padrões da Weekly Shounen Jump. Nas sombras estavam os três editores que deram suporte a Akira Toriyama!

Os editores do passado contam os segredos dos desenhos de Akira Toriyama!!

Takeda: Eu sou Takeda, o atual editor. Como sou o mais recente dos editores, vou liderar. Primeiramente, há algumas coisas que gostaria de perguntar ao diretor original, Torishima-san, que pegou o manuscrito de sensei Toriyama: “Eu enviei isso porque queria o dinheiro do prêmio”. Tenho certeza que há algumas coisas que ele poderá revelar.
Torishima: Dizer que eu “peguei ele” parece meio… (risos) O primeiro manuscrito que Toriyama-kun me enviou foi uma paródia de Star Wars. Paródias não podem ganhar prêmio em dinheiro. Elas não são originais e são bem difíceis de publicar. Só que, as letras desenhadas me causaram uma impressão incomum. Onomatopéias normalmente são desenhadas em katakana mas ele as fez com as letras do alfabeto. Achei isso extremamente inovador e divertido. Então entrei em contato com ele.
Takeda: Então Toriyama-san tornou-se um autor reconhecido mundialmente por causa da forma com que ele desenhava as letras das onomatopéias, um pequeno detalhe dentro dos componentes de um mangá.
Torishima: A grande peculiaridade de Toriyama-kun é que ele nunca leu ou estudou sobre mangá, mas ao invés disso, estudou desenhos básicos como designer. O fato de só depois disso ele partir para o mangá é a grande peculiaridade dele.
Takeda: E dessa forma, Arale-chan e Dragon Ball começaram. E então Kondou-san tornou-se o editor bem no começo da saga dos saiyajins. Nessa época, Dragon Ball era incrivelmente popular; quando a Jump fez uma enquete de 1000 votos, no seu auge, acho que Dragon Ball chegou a ter cerca de 700 votos.
Kondou: Não, foram 815 votos. Isso foi na saga de Freeza.
Takeda: É uma popularidade impressionante. Mas como eram feitos os desenhos nessa época?
Kondou: Foi quando começou a mudar um pouco algumas características. Quando a série começou a história era cômica, então os traços eram arredondados. Depois, com o Tenkaichi Budokai, foi alterado para a temática de artes marciais. E assim, as lutas foram aumentando. Mas quando isso aconteceu, linhas redondas já não serviam para expressar velocidade e intensidade. Quando percebemos isso, no meio do mangá os traços arredondados tornaram-se mais quadrados e agudos. Quando isso aconteceu, eu disse a Toriyama-san “As linhas não estão um pouco duras demais não?”, e ele disse “Não, se eu não deixar assim não dá a sensação de velocidade.”
Conseguindo 815 de 1000 votos de popularidade! Em seu auge, o design de Dragon Ball começa a mudar.

Kazuhiko Torishima (primeiro editor) Atualmente é o editor chefe da V-Jump. Foi o editor de Dragon Ball do começo da série até o 23º Tenkaichi Budokai. Existe um rumor que ele foi o modelo para Piccolo Daimao.

Takeda: Entendo; falando de desenhos, eu costumava perguntar ao sensei o motivo dos cenários de Dragon Ball serem relativamente isolados, e ele falava que desenhar coisas como cidades dava muito trabalho. Quando eu perguntei a ele o por quê do cabelo de Goku ficar branco quando ele transformava-se em super saiyajin, ele respondeu que era porque dava muito trabalho pintá-lo de preto (risos). Será que esse era realmente o único motivo?
Torishima: Esse era o único motivo mesmo (risos). Com os planos de fundo de Dr. Slump, ele só fazia montanhas arredondadas e algumas árvores. Eu perguntei a ele “Por que este cenário?” e ele respondeu “Porque é o mais simples possível.”
Kondou: Só de bater o olho é bem fácil de entender. Quando Goku transformava em super saiyajin, se seu cabelo ficasse branco todos conseguiriam perceber que aquilo era uma transformação. Com Kame-sennin, ele tem um kanji “KAME” escrito nas costas. Muito fácil de se entender.
Torishima: Ele veio da área de design, então ele tem uma ótima sensibilidade nisso. Ele é incrivelmente habilidoso no balanço de preto e branco. Ele disse que como vivia no interior ele não tinha dinheiro para comprar uma screen tone. Como ele não usava o tone, preto e branco virou sua base e é por isso que ele é tão bom na hora de preencher os espaços com preto ou deixá-los em branco. Apesar de dizer que desenhar muitos planos de fundo é difícil, você pode dizer que ele tem a capacidade de design e organização para fazer o necessário sem a necessidade de criar algo mais complexo.
Takeda: Mudando de assunto um pouco, mas quando perguntei a ele qual das ilustrações coloridas que ele desenhos nesses 10 anos de Dragon Ball, ele respondeu que somente uma o agradou. Era esse desenho.
Torishima: Esse com o Goku e Gohan andando de moto (ilustração da página 88)
Takeda: Isso mesmo. Ele disse que o balanço estava bom, a composição estava boa e essa foi a única ilustração que o deixou satisfeito. Eu acho que está bom e tal, mas particularmente não vejo essa perfeição toda. O que vocês acham?
Kondou: Acho que concordo em uma parte e discordo em outra. A parte que concordo é que é extremamente difícil fazer o balanço de uma imagem que apresenta somente um instante. Ele não foi capaz de desenhar com o balanço bem satisfatório? Com as cores, não dá uma impressão de realidade? A coloração é completamente diferente da que ele usava no começo.
Torishima: É o que eu estava dizendo mais cedo sobre seus traços, a maneira que ele pinta também mudou. Ele se cansou da técnica e olhando adiante, parou de usar este estilo e mudou para algo diferente. Ele continua usando esse estilo de pintura até ele sentir a necessidade de mudar de novo.
Yuu Kondou (segundo editor) Foi o editor da aparição de Raditz até pouco antes de Cell atingir sua forma perfeita. Atualmente trabalha de assistente editor chefe da Monthly Shounen Jump. Parece que ele foi o modelo para Freeza.
Takeda: Você consegue ver as diferenças de cores entre o primeiro e o segundo editor?
Kondou: Dr. Slump foi bastante extravagante. Desde o cenários aos personagens, tudo era cheio de cores, mas com Dragon Ball o cenário era mais esparso e havia muitos tons de cinza e marrom claro. O mesmo valia para os vestimentos de Goku e os outros. Fazendo isso, era inevitável que ficasse perto de monocromático.
Torishima: Durante Dr. Slump ele usava marcadores para pintar os desenhos, e então no meio ele passou a usar tinta colorida. Eu disse “Bem, não é que você parece um mangaka profissional”, e ele respondeu “Eu tenho uma esposa agora. Eu me casei.” (risos)
Takeda: Isso é porque a esposa dele também é mangaka. Falando nisso, não é verdade que Kondou-san repintou um a das ilustrações do sensei?
Kondou: A ilustração da capa??
Takeda: Isso, essa mesmo.
Kondou: Você entendeu errado. Eu na verdade redesenhei a ilustração. (risos) Para a capa da primeira coleção de ilustrações de Toriyama-san eu imaginei que uma imagem de um dragão seria uma boa e pedi para ele desenhar um dragão. Toriyama-san o desenhou inteiro em somente uma folha de papel, no estilo do dragão King Ghidorah. Mas ai eu conclui que era uma coisa meio fraca para uma capa. Parece que isso foi um grande choque para ele. (risos)
Takeda: Então eu virei o editor pouco depois da aparição de Cell.
Torishima: Você sabe quem era o editor na época pelos vilões. Após algum tempo de trabalho, você aparece como o vilão. (risos)
Kondou: Acho que Torishima-san e Takeda-kun realmente provam isso. (risos).
Takeda: Kondou-san diz que ele é o Trunks, mas eu acho isso impossível. Kondou-san é o Freeza. Afinal você teve que redesenhar aquela figura. (risos)
O método de colorização mudou após seu casamento! E quanto a um desenho que teve que ser refeito em 10 anos!?

Fuyuto Takeda (terceiro editor) Foi editor da aparição de Cell em sua forma perfeita até o último capítulo da série. Ele atualmente continua trabalhando como o editor de Toriyama-sensei. Ele foi o modelo para o Majin Boo (Mr. Boo).


Páginas 4-5 / A Vida de Akira Toriyama Atualmente

O original descuidado, gentil, frio, brilhante, sombrio, animado, tímido, indecente, silencioso, barulhento, até mesmo ele não sabe o quão intensa está A Vida de Akira Toriyama Atualmente.

1º quadro

Olá, eu sou Akira Toriyama.

2º quadro
É ruim que Dragon Ball, que desenhei por tanto tempo, tenha acabado. Estou brincando. Estou incrivelmente satisfeito. Agora eu posso Agora posso me sentar e relaxar!

3º quadro
Dito isso, não é como se eu estivesse a toa. Eu sou uma pessoa preguiçosa, mas se eu não estou tranquilo eu não posso relaxar.

4º quadro
Agora que terminei Dragon Ball e parei com a serialização semanal, eu não acho que concentrarei para um novo mangá ou algo do tipo. Eu sou o tipo de pessoa que se preocupa com coisas no meu próprio tempo, e eu não quero voltar a serialização semanal.

5º quadro
Quando eu paro para ver, eu realmente não gosto de pessoas, e socializar-se é muito difícil. Fora da minha família, amigos e aqueles conectados pelo meu trabalho, eu não penso em conhecer pessoas. Eu sempre morei no interior, afinal. No entanto, de alguma forma pessoas continuaram a cair na minha vida, então eu tinha que ir mais longe para continuar vivendo confortavelmente.

6º quadro
Até mesmo um caipira como eu acabou tendo que ir a Tóquio três vezes este mês. Uhhhh… perdoe-me… Eu odeio como a cidade tem tantas pessoas.

7º quadro
Com o A vida de Akira Toriyama Atualmente, desde que eu terminei a série eu não passo muito tempo com coisas como essa fora do meu trabalho. Mas como eu raramente saio sozinho, sem minha esposa e meus filhos, eu sinto  que tenho que avisá-los de tudo que eu faço.

8º quadro
Mas agora parece que tenho que continuar este mangá até que toda essa coleção de trabalhos esteja completa… o que eu devo fazer… Quero parar agora…


Página 7 / I Love Dragon Ball #1: Jackie Chan

Nós visitamos vários especialistas famosos em vários campos que são apaixonados por Dragon Ball e cada um deles explica aqui seu amor! O primeiro é a estrela internacional de ação, Jackie Chan!

Por muito tempo ouvi de pessoas ao meu redor que Dragon Ball era interessante. Então eu assisti o anime e então li todas as edições chinesas do mangá. Naturalmente, como todos diziam, é bem interessante. Acho que o personagem que mais gosto é o Goku, claro. A melhor cena é… tem muitas para listar, então não consigo escolher somente uma. Há tantas cenas fascinantes. É um trabalho que eu realmente gostaria de fazer um filme. Dragon Ball é embalado com tantas idéias surpreendentes. No entanto, para fazer um filme live-action eu acho que precisaria de muitos efeitos especiais e um enorme orçamento.

Dragon Ball é um trabalho que eu realmente gostaria de fazer um filme.

Goku: Obrigado Jacky!!


Página 8 / Dragon Ball News #1

O mais novo jogo de PlayStation sai em março!
O mais novo jogo de luta de Dragon Ball será lançado para PlayStation! Com planos de fundo poligonais, personagens animados e muito mais, há uma série de novas técnicas com o PlayStation! Os 22 personagens familiares vão à loucura nesse jogo. Aguarde ansiosamente para quando ele for à venda! Dragon Ball Z Ultimate Battle 22
Dragon Ball Z: A explosão do Punho do Dragão! Se Goku não fizer, quem fará?

Suas férias de verão foram decididas! Um boletim da Toei Anime Fair ’95. O movie de Dragon Ball estreará dia 15 de julho (sábado). Estreando ao mesmo tempo que Slam Dunk e Ninku!

A popular exibição “O Mundo de Akira Toriyama” está aberta!!

Em exibição na galeria da cidade de Nagoya de 2 de julho a 20 de agosto. Você poderá ver uma tonelada de desenhos originais de Toriyama-sensei, incluindo os do Dragon Ball, evidentemente. Você apenas tem que estar lá. Vá agora!

Os mangás de Dragon Ball, volumes 1 ~ 41 estão a venda para o público! O volume 42 vai à venda em 4 de agosto.

Dragon Ball Daizenshuu 2: Story Guide
O segundo volume do daizenshuu te mostrará tudo sobre a história do mangá. Todos devem comprá-lo!

Trunks: Desta vez você ficará sabendo de tudo que há para saber da história.
Goten: Você vai comprar, não vai Trunks-kun?

Anúncios

4 Respostas para “Tradução Daizenshuu #1 – pt. III

  1. muuito bom, muito bom mesmo. mais um grande trabalho do son w, obrigado e de futuro esperams todos por postes com a categoria deste. esta mesmo muito bom os meus parabens e nao percam o proximo post porque nos tambem nao…

  2. Noossa,imaginem DragonBall estrelado por Jackie Chan como Goku!
    ficaria demais.
    pena que ninguem quis investir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s