Poder de luta como uma idéia na história

post_guia-poder-de-luta-pt2

Tudo o que foi mostrado até agora sobre poderes de luta foi para tentar explicar o que ‘poder de luta’ representa em termos no universo Dragon Ball. Mas fica a dúvida: quais foram os motivos de Toriyama para introduzi-los na história? Pelo que se sabe, Toriyama nunca tocou nesse assunto em entrevistas, apesar de fornecer algumas dicas de suas inspirações e impulsos para criar muitos elementos de Dragon Ball. Entretanto, na segunda entrevista de “Shenron Times”, Toriyama e três editores que trabalharam ao longo da série discutiram como Toriyama tentou aumentar a popularidade de Dragon Ball por volta da saga dos saiyajins. Esta saga, obviamente, corresponde ao início de Dragon Ball Z no anime e foi nessa época que Yuu Kondou passou a ser o editor de Toriyama, substituindo Kazuhiko Torishima, o editor que esteve com Akira desde a época de Dr. Slump e do começo de Dragon Ball até o 23º torneio de artes marciais. Kondou pensava que em um mangá que tivesse lutas, as batalhas precisavam ter uma certa escala numérica, e dessa forma, ele tentou orientar Toriyama nesse sentido.

Como vocês devem saber, na saga dos saiyajins houveram diversas mudanças em relação à Dragon  Ball, como o filho de Goku, Son Gohan, e a revelação que Goku era um alienígena. Então nos questionamos da mudança, da criação do conceito de ‘poder de luta’, se teria sido uma idéia de Toriyama para tornar a série mais popular, ou se teria sido uma idéia de Kondou, para ajudar a escalar as lutas da série.


Akira Toriyama                                Yuu Kondou

De qualquer forma, poderes de luta são muito populares, tanto entre o público japonês quanto os incontáveis países conquistados por Dragon Ball. Mas qual o segredo de seu surgimento? Por um lado, números que indicam quão forte um personagem é acabam simplificando a história, permitindo leitores concluirem facilmente quem é forte e quem não é. Além do mais, a concepção de poder de luta é similar à idéia de estatísticas de um jogador em algum esporte, e inúmeros fãs memorizam essas estatísticas de seus jogadores favoritos. Poderes de luta também são similares a alguns outros programas de entretenimento infantil. Por exemplo, temos o famoso Astro Boy, em que a força do robô é frequentemente medida em HP (horse-power, 1HP = 1,01386812 cv), enquanto outros programas de TV com monstros gigantes e godzillas tinham medições de quão rápido os monstros podiam voar, quão quente era a chama que podiam soltar da boca, etc.

Astro Boy” por Osamu Tezuka

Podemos destacar também o popular mangá da Shonen Jump, Kinnikuman, caracterizado por um sistema chamado choujin kyoudo (“graus de força sobre-humana”), que mede o poder de diversos choujin (“super-homens”) que aparecem na série. Este sistema é bastante similar ao do de poderes de luta de Dragon Ball, com a diferença de que os ‘graus de força sobre-humana’ sempre são estáticos, com algumas exceções, ou seja, os poderes dos personagens não mudavam no decorrer da história.

Kinnikuman era uma série muito popular da Jump bem antes de Dragon Ball começar, o que nos faz pensar que Toriyama e Kondou podem ter se inspirado nela para aumentar a popularidade de Dragon Ball.

KinnikuMan” por Yudetamago

Depois de Dragon Ball, outras séries da WJ adotaram sistemas similares ao de poderes de luta, provavelmente como uma homenagem a Dragon Ball, a Kinnikuman, ou a ambas as séries.

A série Yu Yu Hakusho, por exemplo, introduz um sistema similar chamado youryoku-chi (algo como “poder espectral”) como uma forma de medir a força dos monstros que aparecem. One Piece usa um sistema de recompensa para classificar o nível de ameaça dos piratas diferentes (embora o nível de ameaça não corresponda necessariamente à força), e brevemente também possui um sistema chamado douriki como uma forma de medir a potência física dos personagens.

One Piece” por Oda Eiichirou

YuYu Hakusho” por Togashi Yoshihiro

Temos também uma referência no filme animado de Street Fighter, em que a organização Shadowlow criou ciborgs para encontrar Ryu, que é considerado um dos lutadores de maior potencial de todo o mundo. Em um momento do filme, vemos um sistema do ciborg capturando o poder do Hadouken de Ryu, lendo uma “capacidade potencial de luta” de 3620.

Vemos um sistema bem parecido ao do poder de luta de Dragon Ball, até no próprio método de medição.

Street Fighter II Movie” escrito por Imai Kenichi e dirigido porSugii Gisaburou

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s